21/10/15

Ampliação do Parque Eólico vai deixar mais Dinheiro em Valença do Minho : Investimento de 25 Milhões de Euros

Obras en curso para cimentar los nuevos aerogeneradores
Oito novos aerogeradores estão a ser instalados no Parque Eólico de Valença, num investimento de 25 milhões de euros que duplica a capacidade instalada no concelho.
Um investimento que potencia uma melhor exploração dos recursos locais e vai duplicar as fontes de receita das eólicas para Valença.
A ampliação do Parque Eólico de Valença, a cargo da Ventominho, reforça a capacidade instalada com os novos aerogeradores que estão a ser implantados nos cumes dos montes das freguesias de Boivão, Sanfins e Taião, em três polos o de Alto de Teares, Fortes e o de Chão das Pipas, a uma altitude entre os 500 e os 700 metros.
Este investimento para além de potenciar a criação de energia limpa para o pais traz compensações económicas para o concelho de Valença e em particular para as freguesias de Taião, Boivão e Sanfins, detentoras dos terrenos baldios onde estão a ser instaladas as torres eólicas. Entre as compensações diretas financeiras o Município de Valença e a freguesia de Taião receberam desde 2008 mais de 1 milhão de euros. Valores que se espera agora ver duplicados e alargados às freguesias de Boivão e Sanfins.
As novas torres tubulares, de última geração, tem 85 metros de altura, com três pás, com 40 metros de largura que permitem um melhor aproveitamento dos ventos das cumeadas dos montes de Valença.
A empreitada contempla, ainda, a construção de 5,5 Kms de novos acessos e a reabilitação de 22,3 Kms de acessos já existentes. Estruturas que, para além de servir o parque eólico, serão fundamentais para o controle dos incêndios no concelho bem como permitem na potenciação do turismo de natureza, nomeadamente os miradouros e os trilhos de montanha, como por exemplo Miradouro da Capela de São Lourenço em Taião.


 A ampliação do Parque Eólico do Alto Minho, em Valença, mereceu o reconhecimento de interesse municipal por parte do Município de Valença.